segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Um Click faz a diferença

Sempre vagando pelos facebooks e youtube ou blogs da vida me deparo com pessoas reclamando ou lamentando que as musicas não eram iguais antigamente, os filmes não eram mais como eram antes e apenas nessa ultima semana vi dois blogs citando que a blogosfera não é mais como foi no passado recente.
Eu penso assim se você realmente valoriza um serviço ou produto o melhor jeito de mostrar seu contentamento é colocando seu dinheiro naquilo.
Se eu gosto de um canal de youtube o minimo que faço é deixar um like e fazer um elogio.
Em outros momento opto por usar link de compra dos mesmo ou comprar algum produto de sua lojinha, hoje tem a função superchat que podemos doar pequenas quantias quando estão em live.
Privilegiar um autor um cantor alguém que cria algum conteúdo faz com essa pessoas continuem  a criar mais daquilo.Musica a mesma coisa filmes idem.


A demanda, num livre mercado, gera a oferta.Podemos divagar sobre o marketing que usa gatilhos mentais e subconscientes para induzir nossas escolhas ou dinheiro publico bancando “cultura” de acordo com ideologia.
Enfim são vários fatores, mas nós conscientes disso tudo devemos nos esforçar e valorizar ainda mais quem, na nossa concepção está fazendo algo que julgamos ter valor.
Por que frisei na “nossa concepção”? Porque o valor de cada produto ou informação varia de pessoa para pessoa , para minha mãe tem mais valor alguém fazendo um tutorial de enxerto de rosas do que um botânico um biólogo falando coisas técnicas, para meu amigo tem mais um valor mecânico ensinando fazer um freio de um carro do que um engenheiro falando sobre materiais temperatura e funcionamento do freio cerâmico de uma Lamborguini , então o valor é relativo.
Nos blog acontece a mesma coisa tem gente fazendo um ótimo trabalho analisando empresas falando sobre macro e micro economia mas ninguém liga , uma porque o assunto não muda , avaliar empresas segue praticamente igual aos últimos 100 anos, ou porque realmente é um assunto maçante e chato.Mas como disse antes se você da valor nesse tipo conteúdo põem seu dinheiro nisso, um click num anuncio desse blog pode fazer o criador de conteúdo animar a continuar seu trabalho , não pelo dinheiro, pois dificilmente um blog de finanças vai rentabilizar bem , mas pelo reconhecimento .
 Eu mesmo peco em não comentar ,leio e acabo não dando nenhum feedback ou por achar que não tenho nada a agregar naquele assunto ou por já terem comentado o que eu poderia acrescentar.Mesmo assim vale a pena se esforçar para fazer no minimo um comentário,tipo “valeu pelo texto. Abraço”.
Outro ponto que queria tocar é não se iludir achando que um dia será uma infomoney da vida fazendo um blog amador, ai é pedir para se frustar.
O resumo de tudo é :
Valoriza quem você acha deve ser valorizado, não cobre dos outros  essa atitude, se curte uma banda valorize ela se gosta de um you tuber valorize ele ,se gosta de um autor compre livros dele , se gosta de um blog click nos anúncios dele, assim você fará parte da demanda que gerará mais oferta daquilo que você valoriza.



13 comentários:

  1. Já virou uma espécie de modinha esse negócio de que tudo do passado é ou era melhor do que o que temos hoje.
    Eu até concordo com algumas coisas, acho que o mercado musical brasiliro de hoje é bastante pobre.
    Mas o pessoal fica viajando demais na maionese. Os carros antigamente eram melhores, as músicas, os filmes, os comerciais até mesmo a qualidade de vida.
    Para alguns tudo era melhor, mesmo que eles não tenham vivido o que eles apontam como melhor (no mínimo contraditório).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conforme o tempo vai passando vamos esquecendo a parte ruim e dando lugar a um sentimento nostálgico.Antigamente muitas das coisas que falamos ser melhor no passado não seria acessível nem a classe media dá época quanto mais pros pobres.

      Excluir
  2. Olá, SM.

    Pois é. O pessoal reclama demais. Esse negócio de falar que o passado era melhor que hoje é mentira. Claro que existiam coisas boas, mas hoje também existem e muito mais.
    Músicas brasileiras, por exemplo, existiam boas, mas tinham uns lixos igual hoje. Carros a mesma coisa.
    Em relação a blogs. O que dá mais acessos e comentários são as tretas. Quando é uma coisa mais séria as visualizações caem muito.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Temos que manter o era bom no passado e agregar a parte boa de hoje em dia.Mas precisamos valorizar o que gostamos e não deixar o marketing a mídia ditar nossos gostos.
      abraço

      Excluir
  3. Legal o texto, Soldado. O vídeo sobre parar de valorizar o conteúdo nacional "só por ser nacional" também mostra um ponto em que eu nunca tinha pensado. Realmente na escola somos doutrinados a achar que devemos "valorizar o Brasil" em nossas produções, e desta maneira nossa imaginação já voa com uma asa a menos, é tolhida desde o início. Realmente, o que tem de japonês no Mário? No entanto hoje ele é um verdadeiro símbolo do Japão.
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Clarion tina um conteúdo interessante mas sumiu do you tube.
      Esse negocio de valorização da Cultura é só um jeito de tirar dinheiro do povo, vejo chilenos , japoneses, alemães mantem sua cultura independente de ter alguém forçando isso.
      abraço

      Excluir
  4. Cara, nunca consegui valorizar a cultura nacional, salvo exceções q a maioria não gosta. Tem exceções mas são pontuais
    Claro, q falo de livros, muSica etc, pois a comida é bem legal
    Pensando bem, não tem quase nada de brasileiro no Brasil q seja bom, nos simplesmente copiamos e não falamos para ninguém

    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sinceramente eu nem sei o definir o que seria a "cultura nacional".. saci , carnaval , samba se for isso dispenso também. Acredito que as tradições sejam fixas mas a cultura é mutante.
      abraço

      Excluir
    2. Pra mim a melhor coisa da cultura nacional são as festas juninas e a comida e doces relativos a esta época

      Excluir
  5. Acho que você só começa a valorizar dps que você tenta fazer. Por exemplo, o lance de Curtir vídeo de youtube. Se você faz isso, ajuda o produtor a ficar melhor ranqueado. O que custa você que assiste deixar um Like? Agora, se essa msm pessoa começasse a produzir vídeo ela daria muito valor a isso..
    abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente só sentimos as dificuldade quando estamos do outro lado.
      abraço

      Excluir